12 de out de 2013

12 de outubro: dia que muitas crianças não podem comemorar - 12 de octubre: día que muchos niños no pueden celebrar


Indiferença 1
Miserere Mei, Deus (Tende piedade de mim, Deus) de Gregorio Allegri (1582-1652) é o leitmotiv perfeito para esta cena calma e dilacerante” (Oliveiro Pluviano).

A covardia eu não perdoo por que dela nascem todas as flores do mal. A mais cruel das violências sempre se origina dos pequenos e cotidianos gestos de covardia. O olhar evasivo, o silêncio que aprisiona as verdades, as mãos que se lavam, as costas que se dão ao outro, a escolha que não se guia pelo bom, belo e justo, mas sim pela comodidade de uma vida pacata e sem enfrentamentos não são atos inocentes. Ao contrário, são eles que criam as condições para que a barbárie se realize.
La cobardía yo no perdono por que de ella nacen todas las flores del mal. La más cruel de las violencias siempre proviene de los pequeños actos cotidianos de cobardía. La evasiva mirada, el silencio que aprisiona las verdades, las manos que si lavan, las espaldas que si ofrecen al otro, la elección que no se guía por el bueno, bello y justo, pero por la comodidad de una vida tranquila y sin confrontaciones no son actos inocentes. Todo lo contrário, son ellos que crean las condiciones para que la barbarie se lleve a cabo. 
Cida Alves


Campanha “Torne o invísivel visível” – UNICEF
"O egoísmo pessoal, o comodismo, a falta de generosidade, as pequenas covardias do cotidiano, tudo isto contribui para essa perniciosa forma de cegueira mental que consiste em estar no mundo e não ver o mundo, ou só ver dele o que, em cada momento, for susceptível de servir os nossos interesses."

Campaña “Hacer visible lo invisible” - UNICEF
"El egoísmo personal, el comodismo, la falta de generosidad, las pequeñas cobardias del cotidiano, todo esto contribuye para esta perniciosa forma de ceguera mental que consiste en estar en el mundo y no ver al mundo, o solo ver de él lo que, en cada momento, es susceptible de servir a nuestros interés".
José Saramago


Foto: Oliveiro Pluviano. Veja no link a seguir o artigo em que Oliveira Pluviano comenta sua foto - Calmo e dilacerante

Fonte: In: Blog Educar sem Violência. Cida Alves. Acesso em: 12 out. 2013.

Nenhum comentário: