19 de out de 2013

Violência na escola


A violência na escola é um problema que se agrava a cada dia, nos noticiários seguidamente se ouve sobre tragédias nas escolas. A falta de participação dos pais e comunidade no âmbito escolar é o principal fator para que a violência continue presente.
Recentemente chamada de bullying (palavra de origem inglesa que significa intimidação), a violência na escola é um problema que vem tomando força a cada dia e despertando a sociedade para a realidade vivida por milhares de jovens em idade escolar. Não é novidade que existem desentendimentos entre crianças e adolescentes por motivos variados, e cada fase do desenvolvimento da personalidade humana tem suas particularidades, muitas vezes o jovem tenta impor suas ideias a frente de outro para tentar integrar algum grupo social, sendo violento com o colega, criticando, ameaçando e até mesmo batendo, em vez de discutir racionalmente as diferenças entre ambos.
Alguns fatores agravam este quadro, por exemplos a baixa autoestima, o uso de drogas, jogos violentos, a falta de perspectivas para o futuro e a violência doméstica. A ação destes jovens é o resultado do distanciamento dos pais e comunidade da escola, de uma educação sem limites e respeito ao próximo, revoltado com sua realidade o jovem é violento para se reafirmar, para isto escolhe uma vítima fácil, de preferência tímida e diferente do agressor. Esta violência ou ameaça de violência é uma das principais causas de perda de concentração em sala de aula, aumento de sensação de medo, perda de interesse na escola e evasão escolar.
Vítima e agressor saem perdendo porque violência gera violência, como em um círculo vicioso, um jovem que sofreu violência no passado possivelmente irá repetir a violência que sofreu com outro colega.
A violência invade o limite de respeito ao próximo, agride a integridade física e/ou psicológica das pessoas, e a escola sendo um local acolhedor e propício para experiências ricas e que contribuam para o crescimento pessoal de cidadãos, deve planejar métodos para erradicar a violência na escola. Para que isso seja possível se faz necessária a participação de todos os segmentos da comunidade escolar, pais, alunos, associação de pais e mestres, conselheiros tutelares, professores e funcionários das escolas. Campanhas de conscientização com a participação de todos os sujeitos da comunidade, são eficazes na luta contra a violência, também uma conversa franca com os alunos e pais sobre o tema violência na escola pode gerar um debate para aguçar o olhar dos educadores em sala de aula.

REFERÊNCIAS:

Publicação: “Seminário Violência no Ambiente Escolar – Ações concretas na busca de soluções” de 9 de agosto de 2002, UNISC – Santa Cruz do Sul
Vídeo: PSICOLOGIA SOCIAL: MOTIVOS QUE LEVAM À VIOLÊNCIAhttp://tvescola.mec.gov.br/index.php?option=com_zoo&view=item&item_id=860

MENEZES, Luis Carlos de - A violência, a escola e você

 http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/educacao/conteudo_246452.shtml

Autora: Camila Tissot Vieira. Acadêmica do Curso de Licenciatura a Distância - UFPel.

Nenhum comentário: