19 de set de 2013

Tapas e palmadas


- É batendo que comunicamos coisas importantes.
- Bater é uma resposta aceitável para a raiva.
- As pessoas das quais elas dependem para sua proteção irão machucá-las.
- Eles devem ter medo de seus pais, ao invés de confiar neles para que ajudem e ensinem.
- Suas casas não são seguras para exploração.
É necessário pensar sobre o que queremos ensinar a nossos filhos no longo prazo. Se quisermos ensiná-los a serem pacíficos, precisamos nos mostrar como seres pacíficos. Se quisermos ensiná-los como permanecer em segurança, devemos explicar e mostra-los como fazê-lo.
Pense no efeito que ser punido fisicamente tem sobre adultos. Quando alguém nos bate, a gente se sente humilhado. Não temos motivação para agradar a pessoa que nos bateu, sentimos ressentimento e medo. Podemos inclusive ter desejo de vingança. Bater em seu filho prejudica seu relacionamento com ele, e não lhe dá a informação necessária para que tome decisões. Além disso, bater não aumenta o respeito de seu filho por você.
Fonte: DURRANT, Joan E., Positive discipline: what it is and how to do it, Save the Children Sweden e Global Initiative to End All Corporal Punishment of Children, 2007. 
Disponível em: http://www.naobataeduque.org.br/problemas/desenvolvimento-infantil. Acesso em: 19 set. 2013. 


Nenhum comentário: